Carlos Villagrán Eslava

Aquele que deu vida ao menino bochechudo do 14!



Nascido no dia 12 de janeiro de 1944 em Queretaro, México, antes de Kiko, Carlos Villagrán Eslava era conhecido como Pirolo, que é o nome do personagem que interpretava antes de Chaves. Nasceu em uma família pobre, a ponto de dizer que "era tão pobre, que os pobres não se misturavam com ele por serem pobres...".

Começou sua carreira como fotógrafo aos 23 anos de idade. Com a facilidade de interpretar e fazer os outros rirem, Carlos começou a fazer teatro. E foi numa dessas, em uma peça com Rubén Aguirré (o Prof. Girafales), que Chespirito o conheceu. Rubén apresentou Carlos a Chespirito e surgiu o convite em 1971.

Permaneceu no elenco de Chaves e Chapolin até final de 1978. A partir desse ano, começou a fazer programas solo por vários países da América Latina. Muitos foram os boatos sobre a saída de Carlos, entre eles um possível romance com Florinda Meza (atual esposa de Chespirito e intérprete de Dona Florinda no seriado Chaves) no início da década de 70. Mas Carlos sempre destacou a fama que o seu personagem tinha "a mais" com relação aos outros, causando uma ponta de inveja no restante do elenco.

Como o personagem Quico, está registrado em nome de Chespirito, que é o criador de todos os personagens, Villagrán registrou o nome Kiko para poder explorar o personagem e suas características. Isso acabou gerando um grande descontentamento por parte da Televisa e de Chespirito.

Além da televisão, Carlos Villagrán viajou pelo mundo com o Circo do Kiko, que veio ao Brasil em 1996. No circo, o ator interpretava o seu mais famoso personagem, cantando e dançando com o público!

Principais Trabalhos:

Cinema:

  • El Chanfle (1978)

  • Outros Programas de TV, com participação no roteiro, direção e interpretação:

  • ¡Ah qué Kiko! (1988)
  • Nuevas aventuras de Frederrrico, Las (1983)
  • Frederrrico (1982)
  • Kiko Botones (1981)
  • Niño de papel (1981)


  • Voltar para Atores